• (11) 4118-2921 / (11) 4204 1302
  • contato@politec.eng.br
Viewing posts from: September 2019

Conceitos de geração de energia

Vitor
0 comments
Educativo

A modalidade tradicional de geração de energia é aquela na qual as grandes unidades geradoras produzem a energia de forma concentrada e enviam ao consumidor através de linhas de transmissão. Essa é a chamada geração centralizada. Tem-se também a modalidade de geração distribuída, que é aquela na qual a energia é produzida por uma fonte conectada diretamente à rede de distribuição. Essas fontes estão espalhadas e podem, ou não, estar localizados próximos da rede consumidora. O sistema de geração distribuída é Resolução Normativa Nº482 da ANEEL, a qual regula o sistema de créditos de energia.

A RN 482 também estabelece e diferencia os conceitos de micro e minigeração distribuída: microgeração distribuída se refere a fontes renováveis ou cogeração qualificada até 75 kW, enquanto à minigeração se refere para níveis 75 até 5.000 kW.

tracker 2-1

Há 4 modalidades de geração de energia distribuída:

  • Geração distribuída junto à carga: modalidade mais comum, em que o sistema de geração de energia fica instalado junto à unidade consumidora, que será a usuária da energia gerada.
  • Condomínio com geração distribuída: união de consumidores para o compartilhamento da energia gerada por um sistema, desde que este e todos os participantes estejam dentro da mesma área de concessão.
  • Autoconsumo remoto: energia excedente gerada em uma unidade possa ser utilizada para compensar o consumo em uma outra unidade, desde que estas estejam na mesma área de concessão.
  • Geração compartilhada: um conjunto de consumidores em áreas distintas se unem em consórcio ou cooperativa para a instalação de uma geração distribuída.

Mais informações sobre esses conceitos podem ser encontradas no site da ANEEL.

Read more

Segunda fase do processo de consulta para revisão da Resolução 482 da ANEEL deve começar em outubro

Vitor
0 comments
Sem categoria

Quando instalado e conectado à rede elétrica, o sistema fotovoltaico pode se beneficiar do sistema de créditos de energia da Resolução Normativa 482/2012 da ANEEL. Quando a geração de energia do sistema for maior do que o consumo, o usuário recebe créditos da rede que podem ser abatidos da conta de luz.

Tracker-Politec-2

No entanto, o sistema de geração de créditos de energia reduz o faturamento das concessionárias, que acabam por ter que encontrar outros meios de obter essa remuneração, por exemplo aumentando a tarifa dos outros usuários. Em contrapartida, a geração fotovoltaica máxima geralmente ocorre nos horários de pico de consumo otimizando o uso da rede, além de ser gerada próxima à carga, reduzindo a necessidade de investimentos em grandes linhas de transmissão.

Em maio de 2018, ANEEL deu início ao processo de revisão dessa Resolução Normativa, propondo alterações na maneira de se contabilizar os créditos gerados através de sistemas de geração distribuída a partir de fontes de energia renováveis. A ANEEL está na fase final de análise das contribuições à audiência pública para a revisão da norma. A estimativa é de que a segunda fase dessa consulta seja iniciada no início de outubro.

De acordo com o relator do processo Rodrigo Limp para a GD Local não deve ser alterada a atratividade do investimento. Todavia, para a GD remota haveria um aumento expressivo na curva do retorno de investimento quando aplicadas as alternativas a partir da alternativa número 4, que passaria para 26 anos no pior cenário. Abaixo, tem-se um exemplo das várias alternativas propostas retirado da Nota Técnica n° 0062/2018-SRD/SCG/SRM/SGT/SRG/SMA/ANEEL disponível no site da ANEEL.

Exemplo_ANEEL

A análise apresentada pelo relator consideraria a entrada em vigor da nova regra da geração distribuída a partir de 2020. No momento a ANEEL estuda qual alternativa seria melhor para a remota.

O tema é muito polêmico e altera sistematicamente os rumos da geração de energias renováveis no Brasil.

Read more

Curso Projeto Avançado de Usinas Solares de GD

Vitor
0 comments
Educativo, Pesquisa & Desenvolvimento

Nesse domingo, a Politec participou do curso Projeto Avançado de Usinas Solares de GD, que aconteceu no Centro de Convenções da CPV – Casa do Professor Visitante em Campinas do dia 31/08 a 02/09/2019.

O convite foi feito pelo organizador do evento Prof. Bruno Henrique Kikumoto de Paula, especialista em sistemas fotovoltaicos. A palestra foi dada por Vitor Tavernari, que abordou temas relevantes para o mercado fotovoltaico, tais como análise comparativa entre estrutura fixa e seguidor solar, escolha do tipo de fixação no solo, estudos de viabilidade econômica, além de outros.

Canal-Solar-curso-01-09-2019

Mais informações sobre o evento podem ser encontradas no site  https://canalsolar.com.br/cursos.

Read more